segunda-feira, 24 de novembro de 2008

TODO MUNDO SENTE E PRECISA SENTIR...

SAUDADES

(Henry Roges)

Ao acordar hoje olhei pela janela e vi uma manhã morosa de segunda feira, aí ouvi um comentário.

-Pô, que tempo chato.... Que não se decide!

-Aí pensei

-Por que não agradecer a Deus por acordar e poder ver aquela manhã morosa?

E agradeci em forma de oração

E ao cair da tarde, ficou tudo escuro e chuvoso, e ao olhar da janela do quinto andar da minha sala me remeteu a saudade.

Saudade dos que se foram, dos amigos que perdi o contato, da época que era militar, saudade até das coisas que não posso e nem quero sentir saudades, mas em fim sentir saudades é muito ruim! Mas agradeço a Deus por me permitir ter esse sentimento, a tal da saudade.

Saudade que faz doer, faz chorar, faz sorrir e até animar.

-Eita Henry Roges....

-Quanto saudosismo, hein?

-É estou saudoso

Saudoso da manhã morosa, da tarde chuvosa,

Pois a noite já se faz presente e a saudade aumenta a cada minuto

E eu vou de encontro ao meu quarto, na solidão fria e escura

E o que me acontece?

- mais uma vez, sinto saudade

E junto com essa tal saudade, sinto vontade, o desejo, o anseio de querer, de poder de ser e estar.

-Me pergunto

-Onde?

-Com quem?

E logo vem a resposta lógica

-Onde? Em qualquer lugar que não me faça lembrar você e sim que eu esteja com você em qualquer lugar e que construa com você uma nova estória, uma nova vida, uma vida que gere vidas e que consiga seguir o caminho e a ordem natural das coisas do universo.

Saudades

4 comentários:

Marcia disse...

Nossa Henry, isso até que dá um sambão. Adorei!!! as suas saudades são bucólicas e reais. Uma mistura sútil de Machado e de Clarice. Com todo respeito. Beijos

:::DIARIO DE UM SAMBISTA::: disse...

Obrigado Marcia por suas considerações, acho que estou descobrindo uma nova habilidade que eu tenho, mas nunca pus em prova...risos, de repente sai um samba disso sim!...topa uma parceria?? rsrs tô brincando!

alea jacta est disse...

Quanta inspiração sensível de um jovem rapaz cheio de aspirações que brotam do âmago de sua essência. Que Deus sempre te abençoe com inspirações e reflexões que elevem sua alma nesse sentido altruístico que constroe o verdadeiro ser humano.
Com carinho e respeito, Denise.

:::DIARIO DE UM SAMBISTA::: disse...

Denise... só tenho a agradecer pelas suas belas palvaras!
ahh obrigado pela dica hein! ela vai para o blog!